1

Criação de uma entidade representativa para irreligiosos, agnósticos, céticos, secularistas e ateus?

A matéria abaixo foi transcrita do nosso site parceiro "Irreligiosos". Se porventura houver interesse em participar das discussões, sugerimos visitar a página do fórum, clicando aqui. Segue a matéria:


Criação de uma entidade representativa para irreligiosos, agnósticos, céticos, secularistas e ateus?
Temos recebido várias sugestões de membros do Irreligiosos, no sentido de que nos organizemos e nos unamos para criar uma entidade própria para abrigar irrreligiosos, ateus, agnósticos, céticos e secularistas, com o objetivo de divulgar nossas idéias, desmistificar a imagem que fazem de nós e, enfim, mostrar para o mundo que a visão que as pessoas têm a nosso respeito é totalmente equivocada.

Um outro objetivo seria o de ter um espaço próprio, não apenas virtual, mas com uma sede física, com nome, endereço, CNPJ, registro de utilidade pública (dariam?) etc., onde os membros poderiam trocar idéias, promover discussões, debates e seminários, ter assistência jurídica, proteger-se contra discriminações, ter uma editora própria para publicação de literatura antirreligiosa, funcionando, neste aspecto, como forma de cooperativa, em um espaço específico para escritores ateus e irreligiosos, não crentes em deuses e religiões.

Iniciativas nesse sentido e com tal amplitude, no Brasil, se existem, desconheço. Existem, sim, muitos sites ateus e algumas sociedades, como a ATEA (Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos), a maior do Brasil, mas que não cobrem todos os anseios da nossa comunidade que, talvez, seja muito mais numerosa do que pensamos, porque muitos não têm coragem de externar suas convicções irreligiosas.

Quando comecei a sugerir essa idéia, notei um certo entusiasmo (todos desejariam que existisse a entidade) mas, ao mesmo tempo, receios e pessimismo quanto à possibilidade de dar certo. Alegaram que não teríamos apoio, que seríamos discriminados, que sofreríamos ataques, perseguições, sabotagens e toda sorte de entraves e contratempos que não tornariam a idéia viável.

Foi citado, como exemplo a ATEA, a maior e mais organizada associação do gênero  no Brasil, jurídicamente constituída, com sede apenas virtual, mas que, no entanto, focada primordialmente em ateus e agnósticos, tem somente pouco mais de 1.000 (mil) membros. Seremos tão poucos assim? Sim, "ateus" e "agnósticos" representam talvez mais de 70% dessa comunidade que não crê em deuses e religiões. Mas onde se situa a parcela de  irreligiosos que não se declaram convictamente "ateus" nem "agnósticos"? Pessoas racionais, libertas, sem religião, céticas quanto a deuses e religiões, mas que ainda não têm condição de assumir-se claramente "ateus ou agnósticos", onde se reúnem? Todas essas pessoas têm pelo menos duas coisas em comum: são irreligiosas e céticas, por convicção. E daí surgem as correntes ou facções que, para mim, estão num mesmo barco: são "irreligiosos". Permanecem nesta condição tanto os que ainda não se convenceram totalmente da inexistência de Deus e da utlidade das religiões, como os que já têm opinião formada, como os ateus. Todo ateu é irreligioso, mas nem todo irreligioso é ateu, aproximando-se muito mais dos agnósticos.

O fato é que devido a essas divergências e falta de consenso e ainda por receio ou descrença, toda essa comnidade dispersa achou melhor deixar as coisas como estão: pequenos grupos, com pequenas dissidências, reunidos virtualmente aqui ou ali, com vozes sem eco e sem representatividade. Não temos sede física, não existimos como pessoa jurídica, não somos respeitados e o que dizemos não tem credibilidade porque somos julgados pessoas perdidas e sem "deus" (minúsculo), cujas palavras não merecem fé, nem dentro dos nossos próprios lares e mais ainda, entre amigos e familiares.

Queremos discutir este assunto e amadurecer a idéia e, para isso, contamos com a participação de todos os membros e demais pessoas que crêem ou  possam apoiar de alguma forma esta iniciativa, caso seja julgada viável. Recomendo a leitura do excelente artigo recentemente aqui publicado "O Direito de Ser Ateu", de Fabrício Oliveira, transcrito do blog "Debata, Desvende e Divulgue!", onde foi postado sob autorização do autor, em correspondência que me enviou. Aliás, naquele próprio site, o autor também se manifesta em comentários, que já somam 43. Seria interessante ler o artigo e ver o que as pessoas pensam sobre o tema.

O fórum e o tópico estão colocados. Comentem, divulguem, enviem críticas e sugestões!

Abraços a todos!
Ivo S. G. Reis,  Administrador


1 comentários:

Moacir Almeida Rocha disse...

Prezado Ivo,Boa Noite!
Eu acredito que as pessoas que não
acreditam em deus não se revelam
porque acham a palavra atéu muito
pesada,que tal pegar a ponga da GRÃ
Bretanha,lá o povo não são conside-
rados ateus,e sim não crentes ou
sem religião,e por sinal é o País
mais irreligioso do mundo,com 65%
da população não crentes,trabalhe
em cima disso,quem sabe?

Postar um comentário

Expresse a sua opinião, positiva ou negativa, sobre o texto acima. Seu comentário, se não retido pelo verificador automático de spam, será publicado de imediato. Se a publicação demorar alguns minutos, retorne e confira!

As imagens utilizadas neste blog foram coletadas na internet ou produzidas por adaptações ou fotomontagens. Se por acaso o detentor do copyright não concordar com a exibição, basta entrar em contato conosco e comprovar a propriedade para que a retiremos do blog.

Pesquisar neste blog

Pingar/Favoritar/Compartilhar/Traduzir

Uêba - Os Melhores Links Acessar Portal
Enviar post ao lado para ... ->Bookmark and Share

Traduzir(Translate):


Nota de esclarecimento:

Apesar de primarmos pela seriedade deste blog, só informando aquilo que é correto e comprovado, em determinadas ocasiões seremos obrigados a optar pela linguagem bem-humorada e irreverente dos jovens. Afinal de contas, o nosso objetivo é "informar e divertir" e, ocasionalmente, em alguns dos assuntos referentes a Religião e Política, esse tipo de linguagem poderá vir a ser utilizado, mas apenas como recurso literário, sem que isso represente uma ofensa ou achincalhamento a qualquer pessoa ou àquelas instituições, o que, aliás, repelimos.

Por favor, senhores políticos e religiosos, deixem-nos falar e não nos processem. Vocês podem retrucar, debater e se defender aqui mesmo e, se estivermos errados, nos retrataremos. O espaço também é livre para vocês.

Seguidores

Siga-me fora

Meu Espaço no Scribd

Link do blog


(Copie e cole o código acima na barra lateral do seu blog)

Acessar
Ocorreu um erro neste gadget

Minhas Redes Sociais



O grande coirmão

Parceiros Recentes


Bem-vindo, visitante

Bem-vindo, visitante!

Aqui você pode conhecer a minha opinião sobre variados assuntos, emitir a sua e/ou conhecer as dos outros usuários, com quem também poderá debater sobre os temas expostos. As únicas coisas a evitar são as ofensas pessoais, o radicalismo e o fanatismo, principalmente em questões de natureza religiosa.

Os artigos atribuídos ao administrador foram elaborados sob a ótica do racionalismo ou intimista. Todos os "posts" estão classificados por áreas de interesse. Escolha a da sua preferência e participe!


Arquivos

Meus Sites Literários

Ver site literário do autor

Videowalls

Mural de Recados

Comunique-se com outros participantes deste blog, deixando e recebendo recados!

El Escaparate (Ayuda Blogger)

Últimos Comentários

Visitantes:

Geral:

Efeitos Especiais
Por país, a partir de 17/06/2009: free counters

Atividades/Origens das visitas

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Textos protegidos por Copyright
Reprodução permitida, desde que
sem alterações e com citação do
autor original e fonte.
cód 2ª ln, 1ª cl esq

Conheça também estes sites da Rede DDD:

Clique aqui para acessar
Clique aqui para acessar
-- cód 1ª ln, 3ª cl (dir) --
--- cód 2ª ln, 3ª cl (dir) ---
Template por Abdul Munir, customizada por Ivo S. G. Reis | Blog - Layout4all
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...