2

Bíblia?... As mentiras começam quando alguém diz que a leu por inteiro. Confira!


É certo que "quase" todas as regras têm as suas exceções e isto é ponto pacífico. Por exemplo, se eu disser: "a regra nascer, viver e morrer" não admite exceções", aparecerá alguém para dizer "É, mas você pode morrer antes de nascer ou ser um nati-morto que nasceu e morreu sem viver". Aí, querendo me defender eu poderia retrucar: "Ok, então a regra tudo que é vivo morre, esta não admite exceção". Ainda assim, apareceria alguém para dizer "Morre não, se transforma", segundo Lavoisier. Se eu, supondo que fosse dar um golpe mortal, dissesse: "Tá bom, tá bom, mas 2 mais 2 são 4 e esta regra não admite exceção",com certeza alguém rebateria: "Depende. Isto é apenas uma convenção matemática, aplicada ao sistema numérico decimal. Em outros..." E a discussão iria longe.

Vemos que estamos dentro de uma discussão filosófica onde eu, já p. da vida, diria: "Se você não for uma múmia, estiver vivo, sem camisa, e um assaltante lhe enfiar metade de um facão na barriga você sangra", acho que esta regra não admite exceção, certo? Talvez, aí, eu conseguisse calar as pessoas.

Então, só para argumentar, vamos admitir como verdadeira a afirmação "Quase todas as regras têm exceção". Vamos admitir também , e como conseqüência, que a maioria nem sempre tem razão. Pronto! Até aqui, pelo menos, já chegamos a um acordo. Agora vamos ao tema deste artigo:

Sem citar as fontes, por ser irrelevante ao caso e porque são muitas, estudos ( o mais técnico o dos americanos) demonstram que as pessoas não gostam de ler a Bíblia em letras pequenas e que o tempo médio que levariam para ler a Bíblia inteira, com reflexão mediana, do Gênesis ao Apocalipse - se lessem 3 páginas por dia, ininterruptamente e sem dias de descanso - seria de 360 dias, ou 1 ano, arredondando. Provaram também que o tempo mínimo para ler a Bíblia, apenas pausadamente, para uma pessoa obstinada e com um plano de leitura, seria de 90 dias, desde que, lesse 12 páginas por dia, sem dias de folga, e com letras grandes. Note-se que as pesquisas se referem a leituras sem exegeses, porque o tempo destas seria muito variável, dependendo do grau de profundidade onde se pretendesse chegar. Você conhece alguém que tenha conseguido essa façanha? Possivelmente, por "dever de ofício", e apenas por isso, algumas poucas pessoas devem tê-lo feito. Mas o mortal comum?... Não ponho a minha mão no fogo nem pelo Papa.

Quanto a mim, lembro-me que da primeira vez que me dispuz a ler a Bíblia inteira, mas sem método algum, levei 3 anos. Depois, muito depois, retornava e passava a ler de novo, tentando entender melhor e interpretando somente as passagens sobre as quais tinha dúvida ou que me chamavam a atenção. Continuei fazendo isso até recentemente, porque sobre quase todas as partes eu tinha dúvidas que me enlouqueciam e ninguém respondia. Nem aqueles que, teoricamente, deveriam saber respondê-las.

Daí, resolvi fazer um teste entre os amigos religiosos, crentes e alguns de seus líderes - sem as pessoas saberem - e vi que não eram só as pessoas comuns que não tinham lido a Bíblia inteira e não sabiam explicá-las, mas também fiéis de várias correntes religiosas, padres, pastores, "bispos", obreiros, apóstolos, missionários, "Testemunhas de Jeová", etc. Percebi claramente que aquelas pessoas mentiam quando eu lhes aplicava alguns testes, discreta e sub-repticiamente. Mas uma coisa havia em comum entre elas: todos acreditavam fervorosamente em Deus, Cristo, na Bíblia e nos Evangelhos. Quando, no fim, eu abandonava a discrição e começava a apontar as contradições bíblicas, dizendo não acreditar, elas me aconselhavam: " Aleluia! Sem você saber, Jesus já começou a te tocar, mostrando o caminho das escrituras. Leia e estude a Bíblia e Ele se revelará! ".

Curiosamente, os ateus, céticos e agnósticos, quando procedi da mesma forma, também não tinham lido a Bíblia inteira, na sua maioria, mas certamente tinham lido muito mais e revelavam um conhecimento bem maior do que os do outro grupo . Eles também me aconselhavam a estudar os livros sagrados e até outros, só que no sentido inverso: para detectar as mentiras e contradições bíblicas e poder defender-se dos seus detratores, que sempre vão existir. O argumento dos religiosos é que os céticos não conhecem e não entendem a "palavra de Deus". Participei e assisti alguns debates entre esses grupos e, adivinhem quem revelou maior conhecimento?

Percebi nessas discussões e também em tudo que pacientemente pesquisei, que da Bíblia e dos Evangelhos, pode-se dizer com certeza apenas que são livros escritos "aproximadamente" entre os anos 1250 aC e 100 dC, refletindo uma coleção de mitos e lendas sem valor histórico, não se sabendo quantos nem quem são os seus verdadeiros autores. Aliás, sobre autoria é onde reinam as maiores controvérsias. Nem mesmo dos 4 evangelhos aceitos pela Igreja, os 3 sinóticos mais o de João (de João?), pode-se dizer com certeza de quem é a autoria. Talvez nem Sua Santidade, o Papa, saiba. Por isso a Igreja, malandra e cuidadosamente os denomina "Evangelho segundo...".

Tudo nesse terreno é hipotético, nebuloso, duvidoso. Os críticos e estudiosos, ao se referirem à Bíblia têm por tempos verbais mais empregados o futuro do pretérito (poderia, teria, etc) e o futuro do presente composto (teria sido, teria louvado, etc). Os advérbios e locuções (provavelmente, supostamente, aparentemente, talvez, por volta, por certo, quem sabe, etc,) também são profusamente empregados. Por quê? Dificuldade de se comprovar pelo decurso de dois mil anos? Certamente que não. Sócrates, falecido em 399 aC, tem uma história de vida muito parecida com a de Cristo, em alguns pontos: "pregava para seus discípulos ao ar livre, nada deixou por escrito, foi condenado por um tribunal em Atenas (Grécia) e morto por se recusar a abdicar de suas idéias". No entanto, ninguém duvida de sua existência nem dos seus pensamentos, imortalizados por seus discípulos.
Filósofos de antes da Era Cristã (Confúcio, Aristóteles, Platão e tantos outros) têm a autoria de seus textos confirmados. Por que não os dos textos "sagrados"? - Ah, é porque foram feitos por muitas mãos, diriam. Mas e os dos Evangelhos? Atribui-se um para cada suposto autor, só que não se tem certeza se cada um deles é o verdadeiro autor. Mais uma vez: Por quê?

Diante disto (e sem citar minhas inúmeras outras justificadas razões, que serão motivo para outro artigo), certa ou erradamente, cheguei à seguinte conclusão:

"Afora os estudiosos por "dever de ofício" (cientistas e historiadores, por exemplo) ou por opção, como os filósofos, autodidatas, ateus, agnósticos, racionalistas e céticos em geral, as pessoas só lêem na Bíblia aquilo que lhes interessa, seja por preguiça mental, por incapacidade de compreender ou, o que é mais provável, para não pôr em dúvida a sua fé. O trabalho da exegeses bíblica é deixado para seus líderes religiosos que, por sua vez, também só lêem as partes que lhes interessam. E assim todos se enganam e enganam a todos."

Falei e disse, se acertei, não sei. E vocês o que acham? Vão me chamar de herege, ateu, desinformado, possuído por Satanás? Já nem ligo mais.

Ivo S G Reis

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mencionar: Autor original: Ivo S. G. Reis; fonte: Recanto das Letras - Site do Autor - http://www.ivosgreis.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

2 comentários:

gibanet disse...

Ivo, interessante seu texto, fiquei surpreso e é pena que só o encontrei agora, quase um ano após ser escrito.
Eu entrei em um grupo de estudos bíblicos a alguns anos atrás. Foram cinco anos de estudo, porém, ao contrário do que acontece normalmente, foi um estudo sério.
Nós recorremos a livros de outras doutrinas e livros de história.
Conclusão, a maioria dos poucos que aguentaram ficar frequêntando duas vezes por semana o estudo, ficaram convencidas de que a bíblia não faz sentido algum.
Ao contrário do que disse em seu texto sobre os livros serem escritos até o ano cem dC, há estudos que confirmam trechos de livros escritos por volta do ano 300 dC.
Mas você tem toda razão em um aspecto muito interessante.
A maioria dos líderes religiosos não estudaram a bíblia e não passam de cegos instruindo cegos.
Mas, para nossos governantes esta é uma vitória. Quer coisa melhor que governar ignorantes e deixar você livre para fazer qualquer falcatrua que queira?
Vou indicar seu texto para as poucas pessoas pensantes que conheço.
Parabéns e um grande abraço.
Giba

Ivo S. G. Reis disse...

Obrigado pela avaliação, Gibanet. Visite também o nosso outro blog (Debata, Desvende e Divulgue!)onde, na página "Religião", você encontrará vários assuntos que talvez possam lhe interessar.

Abs!

Postar um comentário

Expresse a sua opinião, positiva ou negativa, sobre o texto acima. Seu comentário, se não retido pelo verificador automático de spam, será publicado de imediato. Se a publicação demorar alguns minutos, retorne e confira!

As imagens utilizadas neste blog foram coletadas na internet ou produzidas por adaptações ou fotomontagens. Se por acaso o detentor do copyright não concordar com a exibição, basta entrar em contato conosco e comprovar a propriedade para que a retiremos do blog.

Pesquisar neste blog

Pingar/Favoritar/Compartilhar/Traduzir

Uêba - Os Melhores Links Acessar Portal
Enviar post ao lado para ... ->Bookmark and Share

Traduzir(Translate):


Nota de esclarecimento:

Apesar de primarmos pela seriedade deste blog, só informando aquilo que é correto e comprovado, em determinadas ocasiões seremos obrigados a optar pela linguagem bem-humorada e irreverente dos jovens. Afinal de contas, o nosso objetivo é "informar e divertir" e, ocasionalmente, em alguns dos assuntos referentes a Religião e Política, esse tipo de linguagem poderá vir a ser utilizado, mas apenas como recurso literário, sem que isso represente uma ofensa ou achincalhamento a qualquer pessoa ou àquelas instituições, o que, aliás, repelimos.

Por favor, senhores políticos e religiosos, deixem-nos falar e não nos processem. Vocês podem retrucar, debater e se defender aqui mesmo e, se estivermos errados, nos retrataremos. O espaço também é livre para vocês.

Seguidores

Siga-me fora

Meu Espaço no Scribd

Link do blog


(Copie e cole o código acima na barra lateral do seu blog)

Acessar
Ocorreu um erro neste gadget

Minhas Redes Sociais



O grande coirmão

Parceiros Recentes


Bem-vindo, visitante

Bem-vindo, visitante!

Aqui você pode conhecer a minha opinião sobre variados assuntos, emitir a sua e/ou conhecer as dos outros usuários, com quem também poderá debater sobre os temas expostos. As únicas coisas a evitar são as ofensas pessoais, o radicalismo e o fanatismo, principalmente em questões de natureza religiosa.

Os artigos atribuídos ao administrador foram elaborados sob a ótica do racionalismo ou intimista. Todos os "posts" estão classificados por áreas de interesse. Escolha a da sua preferência e participe!


Arquivos

Meus Sites Literários

Ver site literário do autor

Videowalls

Mural de Recados

Comunique-se com outros participantes deste blog, deixando e recebendo recados!

El Escaparate (Ayuda Blogger)

Últimos Comentários

Visitantes:

Geral:

Efeitos Especiais
Por país, a partir de 17/06/2009: free counters

Atividades/Origens das visitas

MyFreeCopyright.com Registered & Protected
Textos protegidos por Copyright
Reprodução permitida, desde que
sem alterações e com citação do
autor original e fonte.
cód 2ª ln, 1ª cl esq

Conheça também estes sites da Rede DDD:

Clique aqui para acessar
Clique aqui para acessar
-- cód 1ª ln, 3ª cl (dir) --
--- cód 2ª ln, 3ª cl (dir) ---
Template por Abdul Munir, customizada por Ivo S. G. Reis | Blog - Layout4all
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...